São Bernardo do Campo / SP - sábado, 01 de novembro de 2014

Laringoscopia

Laringoscopia

 

O exame de Laringoscopia, ao contrário do que se possa imaginar, não é tão desconfortável assim. Para que você saiba exatamente como ele é, e reduza a sua ansiedade em relação a ele, leia abaixo algumas informações sobre este exame.

 

O que é?

 

A Laringoscopia consiste no exame das vias aéreas altas (nariz, faringe e laringe) por meio de um aparelho chamado fibroscópio.

 

Para que Serve?

 

Seu objetivo principal é auxiliar o seu médico no diagnóstico de doenças da porção alta das vias aéreas (rinites, faringites, etc...)

 

 

Como é realizada?

 

A Laringoscopia é realizada mediante a introdução, pelas narinas, de um tubo flexível que possui um "chip" de imagem: o videoendoscópio que permite a observação, pleo médico, do interior dos órgãos.

Devido a sua flexibilidade, o endoscópio  adapta-se perfeitamente às formas locais, facilitando, assim, sua introdução e o exame das áreas pesquisadas. Mesmo assim, é natural que nosso organismo ofereça certa resistência à introdução do endoscópio.

Para diminuir esta resistência e facilitar a introdução do aparelho, pode ser administrada sedação endovenosa. A administração da sedação não é obrigatória, cabendo ao médico decidir sua administração ou não baseado em critérios clínicos apropriados ou desejo do paciente.

É natural que esta medicação cause sonolência, relaxamento, tontura, euforia e amnésia (sensação falsa de não realização do exame), que passarão depois do término do exame (leia o campo "Orientações Gerais Após o Exame" no quadro do verso).

A introdução do aparelho também pode causar, em alguns pacientes, espirros, tosse, náusea ou vômito, mesmo com a aplicação de medicação preventiva.

A irritação local não é comum, tendo em vista a flexibilidade do endoscópio, mas pode acontecer em pessoas mais seníveis.

È  aplicado um anestésico local, que diminui a sensibilidade e torna o exame menos incômodo.   

 

Atenção:

Algumas pessoas podem apresentar resistência exacerbada à introdução do aparelho. Nesses casos, o exame só poderá ser realizado com a administração de sedação e presença de acompanhante. Isto porque a sedação e presença de acompanhante. Isto porque a sedação causa sonolência, sendo imprescindível uma pessoa adulta para acompanhar a saída.

 

Duração do Exame

 

O exame de Laringoscopia, em regra, dura entre 5 a 10 minutos.

Em virtude da sedação ou anestesia local, a cliente deve permanecer na sala de repouso, antes de ser liberado, por cerca de 30 minutos.

 

Biópsia

 

Se necessária biópsia, o paciente será orientado a realizar e exame em ambiente hospitalar especializado.

 

Restrições da Laringoscopia e/ou Contra-indicações do Exame

 

Clientes portadores de cardiopatia grave, "alérgicos" aos medicamentos utilizados no exame, com doenças pulmonares crônicas, distúrbios neurológicos, etc. Outras características podem levar à contra-indicação do exame de Laringoscopia que somente nosso médico poderá avaliar antes do procedimento. Responda com atenção ao questionário em anexo para que possamos tomar estas precauções quando necessárias.

A idade de realização do exame em ambiente ambulatorial é de 13 a 85 anos.

 

A Correta Interpretação dos Resultados

 

O resultado do exame de Laringoscopia, para ser corretamente interpretado, deve ser relacionado com uma série de outros dados que só o seu médico possui. Desse modo, qualquer dúvida em relação ao resultado do exame deve ser solucionada com o médico que o solicitou.

 

Certifique-se de que você sugeriu as orientações que lhe foram transmitidas no momento da marcação do exame.

 

Orientações Gerais Após e Exame:

 

1. Para todos os clientes recomenda-se:

Alimentar-se levemente uma hora depois do exame.

Evitar tossir, pigarrar e assoar o nariz por 1 hora ou até o efeito Anestésico local melhore.

 

2. Em caso de dor de garganta ou rouquidão decorrente da introdução do endoscópio, sugere-se:

Fazer gargarejo ou chupar pastilhas anti-sépticas(ex: cepacol, hexomedine, etc.)

 

3. Aos clientes que receberam sedação endovenosa (injeção), recomenda-se NAS 12 HORAS SEGUINTES AO EXAME:

Não tomar bebidas alcoólicas, repousar e não dirigir.

 

4. Em pessoas mais sensíveis ou em virtude de dificuldades técnicas, pode ocorrer inflamação (flebite) ou inchaço(hematoma) no local aplicação. Nestes casos, sugere-se:

Compressas geladas no dia em que foi realizado o exame e compressas quentes nos dias consecutivos. A pomada de anti-inflamatório e/ou Hirudoid também podem ser utilizadas.